Friday, June 30, 2006

Encaminhamentos sobre crime e democracia


Este post é sobre crimes contra a humanidade e crimes contra a democracia. Contra a humanidade são os atos covardes e sanguinários do estado de Israel nos últimos dias. É o tipo de coisa que faz com que gente anarcopacifista como eu deixe de sentir raiva de militantes palestinos doidos (d)e desesperados quando um restaurante explode matando inocentes em uma cidade israelense qualquer. Porque a primeira obrigação de um Estado Nacional é respeitar as leis e acordos internacionais e não agir como um terrorista alucinado. Como cobrar de malucos que sejam ponderados quando se mata crianças indiscriminada e covardemente?? Pois é assim que Israel tem agido, como um terrorista insano. Considero os aliados de Israel co-responsáveis pelas suas chacinas, caso não se manifestem, e a ONU também se não parar de blá-blá-blá e não tirar a mão da consciência e a meter, urgentemente, na consistência.
Contra a democracia, voltemos ao nosso canteirinho, é a escrota campanha eleitoral que a Zero Ora(bolas...)iniciou publicando boas vindas espetaculares à fábrica da Aracruz. Além de beneficiar seu candidato coraçãozinho, ainda apresenta como algo maravilhoso a porra dos desertos verdes e sua gangue. Fora Aracruz!!
Mas não vou me estender, prefiro encaminhar os amigos aos ótimos RS URGENTE e PALESTINA DO ESPETÁCULO TRIUNFANTE para mais detalhes, ok?
Com vocês, amigos, deixo o lindo e alegre protesto desta pequena palestina, talvez mais um alvo dos covardes mísseis israelenses.

Thursday, June 15, 2006

Don't Come Knocking


Don't Come Knocking, o último Wim Wenders. Genial como sempre, cada vez melhor. No Brasil, se você quiser assistir procure por "Estrela Solitária"... tudo bem, já estamos acostumados com estas pérolas na arte de renomear filmes.
Realmente, uma beleza de película. Não dá pra perder.

Diferença e Repetição


A Graal reeditou há algumas semanas o clássico e essencial "Diferença e Repetição"(trad. revisada de Luiz Orlandi e Roberto Machado). Ótima notícia, já que a edição da Imago estava esgotada há vários anos e a edição da Relógio D'água tinha de ser importada, além do que, sinceramente, prefiro o "brasileiro" ao "português" para ler.
Menos de sessenta pilas.

Thursday, June 08, 2006

Pancadão do MLST


O Cogresso Nacional é composto por uma elevada maioria de escroques, alguém discorda? A mídia é estúpida, preconceituosa, superficial e manipuladora; alguém discorda? Os movimentos sociais como o MLST têm razões de sobra para protestar e agir, alguém discorda? Acho que ninguém que freqüenta estas bandas discorda disso tudo.
Póórémm, assassinar caixas eletrônicos a "telefonadas" e sair correndo sob as luzes da ribalta, esbaforida como uma mulher maravilha do mundo bizarro, ah não, isso não dá. Quebrar a cabecinha do funcionário do congresso a pedradas e torturar um carro popular até a morte ... Isso parece uma versão funk de revolução: movimento pancadão dos trabalhadores. Claro, antes de apresentar o xou do re-quebra congresso é preciso filmar as reuniões de articulação da coreografia ... uma beleza.
Agüentar o PFL e o PSDB é dose, mas ter de assistir o xouzinho de horrores do MLST e depois as reações histéricas da "democrática" e altiva imprensa brasileira esbravejando contra o "ataque a democracia"(sic) é pior.
Continuo insistindo aos amigos manifestantes: vão ler Hakim Bey, por favor!!! Assim, quem sabe, aquela moça perita na manipulação de telefones mortais poderia invadir o congresso para fazer sexo explícito com os caixas eletrônicos em vez de rebentá-los. Seria mais interessante.